quinta-feira, 22 de novembro de 2007

CRESCE O NÚMERO DE AIDS ENTRE AS MENINAS

Número de meninas com o vírus HIV já é maior que o de meninos entre 13 e 19 anos de idade Sabrina Craide Repórter da Agência BrasilSabrina CraideRepórter da Agência Brasil

Sabrina Craide

Repórter da Agência Brasil

Brasília - A presença do vírus HIV nos jovens com idade entre 13 e 19 anos mudou de sexo na última década. Em 1997, havia 273 meninos e 258 meninas infectados pelo vírus. Em 2006, eram 223 meninos e 368 meninas contaminadas. Os dados fazem parte do Boletim Epidemiológico Aids/DST, divulgado hoje (21) pelo Ministério da Saúde.

A mudança se deve principalmente a fatores sociais, avalia a diretora do Programa Nacional de DST e Aids, Mariângela Simão.Segundo ela, estudos de comportamento mostram que, nas relações sexuais eventuais, 80% dos meninos usam preservativo e apenas 40% das meninas exigem o uso da camisinha.“Temos um trabalho muito grande para conscientizá-las e romper barreiras socioculturais que dizem que uma menina não pode sair para uma festa com preservativo na bolsa sob risco de ser mal interpretada.

Ela não leva e, na hora H, não tem para usar”.O boletim mostra que, em todas as faixas etárias, o número de mulheres contaminadas tem aumentado.Em 1985, a cada 15 homens infectados havia uma mulher contaminada.

Em 2006, a relação passou de 1,5 homem a cada uma mulher.A maior parte dos casos de contaminação no país concentra-se na faixa etária de 25 a 49 anos, tanto em homens como em mulheres.

Mas tem aumentado o número de pessoas infectadas que têm mais deCRESCE O NÚMERO DE AIDS ENTRE AS MENINAS 50 anos de idade. Em 1996, eram 1.257 pessoas com idade entre 50 e 59 anos.

Em 2006, esse número passou para 3.154.